terça-feira, 10 de março de 2009

Guiness







Ainda nao fui na fabrica da Guiness, mas ja tomei bastante delas por aqui. Outro dia eu e o Tats achamos um outro tipo de Guiness no mercado, uma garrafinha de 200 ml. Acho que eh um outro tipo mas nao posso garantir =). Nossa primeira Guiness foi no bar Temple Bar, que fica no quarteirao chamado Temple Bar, meio redundante tudo neh? Mas enfim, eh assim mesmo, tinha uns tiozinhos tocando Irish Music la, a filmagem ficou meio ruim mas acho que da pra ouvir o som. Um beijo pra todo mundo.


video

Viva o Rei!!




Elvis nao morreu e mora em Bray. Posso provar, juro!!!! As vezes ele toma cafe na rua da escola, vou pedir pra tirar uma foto com ele. Aqui ta tudo bem, as aulas sao legais mas o ingles daqui eh um pouquinho dificil de entender as vezes. Ahhhhh olha que fofo os caminhoes de lixo que passam por aqui. Sera que da pra ter uns assim em SP?

sábado, 7 de março de 2009

Brayland

Aqui eh divertido, a cidade eh minuscula, tem uns 20.000 habitantes, nao tem cinema, soh tem uma rua principal. Jah tomei Guiness, ja congelei no meio da neve e peguei infeccao na garganta, o Tata tambem ficou doente e acionamos o seguro de saude. Demorou um pouco mas o medico atendeu em casa, nem foi preciso ir no consultorio. E depois disso eles ainda ligaram pra saber se a infeccao tinha melhorado. Achei demais. Aqui a gente ta a 45 minutos de trem de Dublin no Condado de Wicklow (parece de mentira neh?). E estamos na costa, nao preciso dizer que a praiaeh um pouquinho diferente dai, em vez de areia, pedrinhas arredondadas, tem seu charme. Outra coisa engracada de cidade pequena eh o contraste com SP, como meu ultimo endereco foi praticamente um apartamento no decimo segundo andar na avenida paulista, imaginem quantas sirenes eu ouvia por dia, agora imagem aqui. Fiz as contas em quase 2 meses ouvi 1 sirene de ambulancia e 2 de carro de policia, mas segundo o Tats tava com cara de treinamento. Enfim, ta sendo divertido, o frio ta melhorando e nao tem chovido tanto.

BRAY

Ok Ok, quando eu percebi ja fazem quase dois meses que eu estou na Irlanda. Soh pra atualizar deixa eu contar como foi a chegada em Bray: Pegamos um onibus no aeroporto de Dublin com 40k de mala cada um, depois descemos no centro de Dublin e fomos procurar a estacao de trem, nao era perto. Entao resolvemos pegar um treznzinho de superficie chamado Luas, compramos o ticket e ficamos esperando ate que o motorista de um Luas que tava passando disse que a gente tava ali a toa pq a estacao que a gente ia descer estava fechada para reformas (so alegria). Um mulher bem simpatica nos ensinou como chegar na estacao de trem andando (nao esquecam os 40k de bagagem), e ela ia nos acompanhar pq ali nao era seguro pra gente andar sozinho por ali. Depois de quase desmaiar com as malas chegamos na estacao e pegamos um trem para Bray. Chegando em Bray a casa que eu ia ficar era longe e ainda tive que pegar um taxi. Resumindo, no mesmo dia tive que me locomover de quase todas as formas possiveis, tirando os barquinhos. Nao sei quantas horas demorou isso tudo, mas sei que desmaiei quando cheguei na casa.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Madri





Sei que to mega atrasada, vai fazer um mes que estamos na irlanda e agora que eu vou postar sobre o dia que chegamos aqui... vcs perdoam neh? =)

Em Madri demos umas voltas, almocamos um super hiper mega menu otimo perto da porta do sol e voltamos pro aeroporto a tempo de sermos interrogados DE NOVO por uns espanhois bem antipaticos na entrada do aviao... tenho quase certeza que ouvi eles falarem algo do tipo: vao e nao voltem... mas nao tenho certeza, se tivesse mandava os capangas atras deles...

Chegamos em dublin de noite, o oficial de imigracao falou comigo em espanhol, rsrs, passamos sem problemas, compramos nosso celular no aeroporto mesmo e dai comecou a via sacra pra chegar em bray...

domingo, 1 de fevereiro de 2009

A viagem

Aaahhhhh se eu acreditasse em tudo que a televisão me mostra... acreditaria em primeiro lugar em todas aquelas matérias sobre o aeroporto de Barajas em Madri. Portanto, se vc tiver um pouco mais de dinheiro, um pouco mesmo, não muito, escolha QUALQUER outra conexão, menos Madri. Poupa chateação gratuita. Além do que os vôos da Iberia e uma lotação pra Cabrobó ta pau a pau.

Saímos de São Paulo com destino a Dublin , com conexão em Madri, segue o diálogo na imigração as 7h da manhã de sábado:

- Oi
- Motivo da viagem?
- Nenhum, tenho uma conexão para Dublin as 5h30 da tarde.
- Ok, o portão é o 8, vai pra lá e espera o seu voo.
- Hum... Acho que o senhor não entendeu. Meu voo é as 17h30 da tarde, não quero ficar dentro do aeroporto por 10 horas.
- E O QUE VC QUER FAZER? ENTAR NA ESPANHA? ENTRAR EM MADRI?
- Hum... Sim.
- Ok. Pode passar.

Já com o Otávio na cabine do lado:

- Oi
- Motivo da viagem?
- Nenhum, tenho uma conexão para Dublin as 5h30 da tarde.
- E o que vc vai fazer em Dublin?
- Estudar.
- Estudar o que
?
- Inglês.
- Hum… Cadê a carta da escola em Dublin
- Tá aqui.
- Hum... Pode passar.

Dá pra entender?